Terei outra oportunidade?

O apóstolo Paulo perguntou ao rei Agripa:

Crês tu nos profetas, ó rei Agripa? Bem sei que crês. E disse Agripa a Paulo: Por pouco me queres persuadir a que me faça cristão!” (Atos 26.27)

Até aqui o rei ouviu a mensagem do apóstolo Paulo. Mas ele perdeu sua grande oportunidade de saber o que os profetas falaram sobre Jesus. Isto era fundamental para o rei compreender porque Cristo veio ao mundo.

O que os profetas disseram sobre Jesus

O profeta Isaias, por exemplo, profetizou sobre a necessidade do sacrifício de Cristo por nossos pecados. Em Isaias 53.5,6 lemos assim: “Mas Ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.”

Porque o Senhor fez cair nossos pecados sobre Cristo

o amanhã

Logicamente todo erro é passível de punição. O problema é que a penalidade do pecado é muito alta e não teríamos condição nenhuma de pagá-la. Qual é o preço? A perdição eterna no inferno. Seria justo irmos para lá depois da morte física uma vez que fomos contaminados pelo pecado original. Isto é o que está escrito em Romanos 3.23: “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” O que poderia então ser feito por nós? Deus, para não ferir a sua justiça, lançou sobre Cristo o castigo que era nosso! Esta é a mensagem principal dos profetas. Deus até estabeleceu todo o significado da pascoa para compreendermos esse livramento e libertação do poder do pecado.

A compaixão de Deus

Em Colossenses 2.14 temos uma explicação do alto preço que Cristo pagou por nossos pecados: “Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.” Em 1 Pedro 1.18 lemos também: “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.”

A nossa única oportunidade

É possível alguém ainda ir para o inferno mesmo depois do sacrifício de Cristo? Sim, desde que a pessoa continue vivendo naturalmente no pecado, sem considerar o que Cristo fez em nosso favor. Em Atos 3.19 está escrito assim: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor.” Qual foi o mandato de Cristo aos apóstolos? Pedro declarou: “E nos mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e dos mortos. A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome. (Atos 10.42,43)

Não considerar o sacrifício de Cristo e morrer sem o perdão de seus pecados significa que vai aguardar o julgamento final. Por isso Cristo nos advertiu: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (João 5.24)

O rei Agripa teve uma grande oportunidade de se converter mas desprezou-a. No século 21 temos a mesma oportunidade! Então precisamos atentar para o que Deus deixou escrito: “Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram.” (Hebreus 2.3)

A oportunidade de salvação pode ser perdida de duas maneiras: morrer em pecado (na desobediência) ou ser surpreendido pela volta repentina de Jesus, pois Ele voltará outra vez aqui para levar para si aqueles que se converteram mediante a pregação da Palavra da verdade. Em Hebreus 9.28 lemos: “Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá a segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.”

Por que Cristo ainda não voltou?

Em 2 Pedro 3.9 temos a exata explicação: “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é paciente para conosco, não querendo que ninguém se perca, mas que todos venham a arrepender-se.” Hoje é a nossa oportunidade. O amanhã pertence somente a Deus. Cristo nos advertiu sobre sua volta: “Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.” (Mateus 24.42) Estamos preparados para a segunda vinda de Cristo? Antes disso precisamos de um um encontro pessoal com ele.

Textos relacionados:
Por que Cristo ressuscitou dentre os mortos?
Onde estaremos na eternidade?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *