O Adultério além do aspecto sexual

A palavra adultério vai muito além da conotação de pecado sexual. Por se tratar de uma infidelidade, abrange todas as práticas ilícitas deste mundo, principalmente na área dos negócios. Adulterar dados ou assemelhar com o original a fim de iludir ou fraudar é tão antigo quanto o adultério sexual. Calar a voz da consciência é armar um laço contra si mesmo, porque para toda semeadura existe uma grande colheita! A Bíblia tem muito a dizer sobre a falsificação de dados. Em Salmos 10.6-11 Deus revela o íntimo de alguém em adultério desta natureza:

honestidade ou ifidelidade

“Diz em seu coração: Não serei abalado, porque nunca me verei na adversidade. A sua boca está cheia de imprecações, de enganos e de astúcia; debaixo da sua língua há malícia e maldade. Põe-se de emboscada nas aldeias; nos lugares ocultos mata o inocente; os seus olhos estão ocultamente fixos sobre o pobre. Arma ciladas no esconderijo, como o leão no seu covil; arma ciladas para roubar o pobre; rouba-o, prendendo-o na sua rede. Encolhe-se, abaixa-se, para que os pobres caiam em suas fortes garras. Diz em seu coração: Deus esqueceu-se, cobriu o seu rosto, e nunca isto verá.

“Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” (Gálatas 6.7,8)

Em Provérbios 4.23 Deus nos aconselha: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Este conselho é necessário porque qualquer tipo de infidelidade é cultivada primeiramente no coração, na mente. Ali a idéia é amadurecida, planejada em seus mínimos detalhes. Por em prática é só uma questão de tempo. Em Marcos 7.21-23 Jesus falou sobre isto:

“O que sai do homem isso contamina o homem. Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem.”

Não crer e nem viver de acordo com os princípios da Palavra de Deus é uma grande tragédia e muitos não se dão conta desta realidade. É por isso que de vez em quando somos surpreendidos por alguns escândalos em diversos segmentos sociais. Seria vital se todos conhecessem o texto de Lucas 12.2-3:

“Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido. Porquanto tudo o que em trevas dissestes, à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete, sobre os telhados será apregoado.”

Qual a razão de tanta falsificação?

O mundo está em adultério moral desde a queda. O conceito de mundo na Bíblia diz respeito a um estilo de vida injusto e desonesto. Uma pessoa mundana age naturalmente no erro, usa de má fé, e sem escrúpulo nenhum se vale de esquemas de infidelidade em seus negócios. O mundano encara com naturalidade o lucro fácil, a lavagem de dinheiro, a sonegação de impostos, a emissão de cheque sem fundos, o não pagamento de seus compromissos etc, etc, O mundo vive assim! Na Bíblia, em diversos contextos, o Egito é tido como símbolo da corrupção mundana. Usando este exemplo, em Levítico 19. 35-37 Deus faz uma séria advertência a Israel a fim de que a nação evitasse o triste caminho da avareza:

“Não cometereis injustiça no juízo, nem na vara, nem no peso, nem na medida. Balanças justas, pesos justos, efa justo, e justo him tereis. Eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito. Por isso guardareis todos os meus estatutos, e todos os meus juízos, e os cumprireis. Eu sou o Senhor.”

E nós, tememos ao Senhor? Os israelitas teriam que ser diferentes. Se eles realmente quisessem ser felizes teriam que levar em conta a Palavra de Deus em suas vidas. Deus queria seu povo em paz consigo mesmo e com Ele. Suas consciências deveriam estar livres de culpa. Um verdadeiro filho de Deus jamais se identifica com os padrões deste mundo perdido. Afinal, como vimos, o ímpio não leva a sério a Palavra de Deus e, portanto segue no mau caminho dominado apenas por emoções passageiras, diversões, festas, bebedeira e imoralidade. Deus deixou bem claro que compactuar com estes hábitos significa cometer adultério espiritual. Em Tiago 4.4 está escrito:

“Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.”

Estamos vivendo como filho de Deus? Em 1 João 5.19 temos mais uma informação precisa sobre a situação do mundo: “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.” Se o mundo está no maligno, é obvio que seu orquestrador é o próprio Satanás, o pai da mentira. Isto é tão claro que quando alguém muda seu caminho, quando converte, é dito na Bíblia que esta pessoa sai das trevas e passa para a luz. Em Efésios 2.2,3 lemos assim:

“Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.”

O mundo – Suas veredas sinuosas e seus riscos

No mundo se diz: “Money makes the world go round” – O dinheiro faz o mundo girar. Entretanto devemos saber que Deus condena a avareza, isto é, a ganância por dinheiro. Por quê? Querer ficar rico às custas dos esquemas deste mundo compromete seriamente o caráter de quem se envolve com ele. Quem se expõe à busca desenfreada pelo dinheiro encontrará muitos atalhos fáceis, mas ao mesmo tempo muito perigosos e cedo descobrirá que tudo neste mundo não passa de uma grande ilusão. A colheita final será sempre a dor e o sofrimento. Em 1 Timóteo 6.9,10 temos um exemplo de dolorosas experiências vividas por alguns. Assim está escrito:

“Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.”

Seguir o curso deste mundo, portanto, tem um preço muito alto. Muitos vexames poderiam ser evitados se a Palavra de Deus fosse levada em conta. Quantos neste momento enfrentam processos na justiça; quantos estão presos; quantos perderam a dignidade diante da família e dos amigos por causa dessa corrida louca pelo enriquecimento ilícito? Esse não é o desejo de Deus para conosco. Porém nada justifica lançar mão da infidelidade, nem mesmo quando estamos em grandes necessidades. Confiemos em Deus, ele é nosso provedor. A sugestão de Satanás sempre foi ilusória e seu final sempre terminará em juízo.

Para o nosso bem estar a Escritura é clara:
“Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios; Mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte. Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?” (1 Pedro 4.15-17)

Textos relacionados:
Importa obedecer a Deus?
O caráter de Deus em nós.
Algo pode anular a fidelidade de Deus?

1 responder
  1. Deusilan
    Deusilan says:

    Graça e Paz,
    A primeira vez que li este texto fiquei pensando na sua abrangência.
    O adultério inclue vários aspectos, inclusive os aqui mencionados.
    Mas, e se houvesse direcionado ao adultério citado por Jesus em que foi dito: o homem que olhar para uma mulher e a desejar em seu coração comete adultério.Considerando as diferentes formas de contatos visuais de hoje, com o advento da internet, das salas de bate-papo, os sites de relacionamentos (onde se pode além de conversar, postar fotos, usar a webcan), muitos homens e mulheres, também casados, que se deixam prender por estes laços, que abre espaço para a pornografia virtual, o sexo virtual, a contaminação da mente, as conversas maliciosas, as fantasias e assim por diante.Apenas observações minhas, penso seria interessante aprofundar dando esse direcionamento.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *