verdadeira prosperidade

Verdadeira Prosperidade

Quais são as evidencias de uma pessoa próspera? O que é prosperidade? Podemos afirmar que alguém é próspero baseando-nos em quantos bens ela possui, ou no quanto ele aparenta ser feliz? Precisamos compreender segundo a palavra de Deus, a verdadeira prosperidade, aquela que não se baseia em coisas que se veem, mas nas que não se veem, porque as que se veem são passageiras, mas as que não se vêem são eternas (2 Cor 4.18). Como assim! Verdadeira? Por acaso há uma falsa prosperidade? Usando nosso raciocínio lógico entendemos que quando se fala “verdadeira prosperidade”, certamente existe também sua oposição: uma “falsa prosperidade”. Vejamos a seguir o que a Bíblia nos ensina sobre ambas.

falsa prosperidade

 A prosperidade segundo o mundo

Ao contrário do que a Bíblia relata em 2 Co 4:18 “não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”, o modelo de prosperidade pregada atualmente baseia-se apenas nas coisas que são visíveis aos olhos, ou seja, os bens materiais tornaram-se o único objeto de desejo de alguém que almeja prosperar. E, devido um grande número de mensagens baseadas na prosperidade financeira, muitos cristãos julgam a vida piedosa de alguém pelos bens que ela possui, aprendem que se alguém está bem financeiramente depois de ter crido em Jesus, essa pessoa é abençoado por Deus, limitando assim as bênçãos e o próprio cristianismo a um modelo de vida, onde o que resume o quão bem você está com Deus é simplesmente ter ou não ter.

Assim, se você têm é abençoado, é homem ou mulher de fé, se não têm não é abençoado, e está debaixo de opressão do diabo, essa doutrina ficou conhecida como teologia da prosperidade. Porém, a palavra de Deus nos ensina que esta é uma falsa prosperidade, e baseia-se na aparência das riquezas, em Lucas 12;15 Jesus disse: “Acautelai-vos e guardai-vos da avareza, porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui”.

A prosperidade segundo a Bíblia

A palavra de Deus nos afirma que financeiramente o ímpio também prospera, o Sl 37.7 diz: “não vos preocupeis com o homem que prospera em seu caminho, pois em breve os ímpios serão cortados”. A Bíblia fala que Deus fez o rico e fez também o pobre” e certamente ambos são amados por Ele, mas em Mateus 19:24 ele afirma: “E ainda vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”. Jesus, ao contrário do que muitos pensam não odeia os ricos, ele repudia a avareza, o amor aos bens materiais e ao dinheiro pois, em 1Timóteo 6:10a diz: “Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males”.

Em obediência ao que Jesus falou sobre os perigos da avareza, é que devemos ter cautela e permanecer na sã doutrina, pois é fato que hoje muitas igrejas tem pregado um enriquecimento pela fé, colocado um fardo sobre seus fiéis. As quais distorce os textos bíblicos formando falsas lógicas como: Deus é o Deus do ouro e da prata; como se Deus tivesse nos prometido ouro e prata, induzindo-os a colocar cada vez mais fé nisso, porém na maioria das vezes os anos passam e nada acontece, muitos se desviam pela frustração, uma vez que Paulo já havia alertado em 1Timóteo 6:10 (Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores). O salmista nos revela um sentimento igual a este no Salmo 73:2-3: “Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos, pois eu tinha inveja dos soberbos, ao ver a prosperidade dos ímpios”. (Ver Pr 1.32)

A verdadeira prosperidade é como uma “tangerina”!

Vamos exemplificar a verdadeira prosperidade de forma bem simples. Vejamos uma tangerina ou mexerica, ela possui vários gomos e é na união de todos eles que é formada a fruta, ou seja na falta de um desses gomos esta fruta não estaria completa. Da mesma forma é a verdadeira prosperidade, imagine que a vida financeira seja apenas um desses elementos e o casamento, filhos, paz, alegria, amor, fé, humildade, mansidão, domínio próprio, amigos, a obra de Deus, oração, vida com Deus e etc., todos esses elementos juntos formam a prosperidade, como no caso da tangerina, pois alguém pode ser rico e não ter os frutos do Espirito Santo, ou possuir um lar dividido, filhos entregues a si mesmos. O desejo de Deus é nos enriquecer em tudo, em 2 coríntios 9;10 o Apostolo Paulo fala sobre o Deus que prospera em tudo com o fim de ser glorificado, verso 10: “Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se deem graças a Deus”.

Jesus disse em Lucas 12;15 que a vida de qualquer um não se baseia na abundancia de seus bens, portanto não vos preocupeis, não andeis ansiosos com que vestir ou comer, mas busque em primeiro lugar o reino de Deus e sua justiça e as outras coisas serão acrescentadas, pois os ímpios é que procuram estas coisas, o Apóstolo Paulo declara em 1Timóteo 6:8-10 (que tendo o que comer e o que vestir nisto estejas contente). O (Sl 127:2) fala que o Senhor dá aos seus enquanto dormem, todos essas referências nos fala de uma despreocupação com os cuidados desta vida.

Alguém pode ser rico e não colocar a esperança na sua riqueza?

Claro que sim, Todos os textos acima nos alerta a não colocarmos nossa esperança e o nosso coração nas riquezas deste mundo, pois onde está o teu tesouro ali estará o teu coração(Mt 6:21).

No entanto a Bíblia não condena alguém por ter riquezas, mas sim aquele que  coloca a esperança e o amor nelas, Paulo escreve a Timóteo que mande aos ricos deste século que não ponha a esperança na riqueza, o problema não está no dinheiro ou na riqueza mais no amor a eles, quando alguém faz desses o seu “senhor”, o seu provedor, o seu modo de resolver tudo, aí sim está alguém exposto em Tiago1;9-11 “Mas o irmão de condição humilde glorie-se na sua dignidade, e o rico na sua insignificância; porque ele passará como a flor da erva, pois o sol se levanta em seu ardor e faz secar a erva; a sua flor cai e a beleza do seu aspecto perece; assim murchará também o rico em seus caminhos”.

verdadeira prosperidade

Portanto, que Deus nos prospere em tudo e não sejamos enganados pela aparência das riquezas e sejamos achados ricos financeiramente, porém mornos, pobres e nus como a igreja de Laodicéia, (Ap3;17) porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu.

E possamos ter uma fé inabalável para com o DEUS vivo e declaremos como Paulo em Filipenses 4;12: “Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade, tudo posso naquele que me fortalece”.

E cantarmos em verdade como o cântico de Habacuque 3;17-18 “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado, todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação”.

Que Deus nos prospere em tudo 3João1:2 (Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma, e vivamos neste mundo como não sendo dele, tendo tudo e como não tendo nada.

Deus Abençoe a todos!

2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *