Na inspiração da Bíblia

Como única regra infalível de fé para moldar e formar o caráter cristão (2 Tm 3.14-17; Hb 4.12); Que Cristo é o assunto central da Bíblia e devemos aprender dele e imitá-lo. (Mt 11.28-30)

Na Trindade

Consiste em três pessoas eternamente unidas como uma: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Jo 14.26; 1 Pe 1.2).

Na entrada do pecado no mundo

Que o pecado separou o homem de Deus e, que somente através do arrependimento e da fé na obra expiatória e redentora de Cristo que podemos ser restaurados à comunhão com Ele. (Rm 3.23 e At 3.19).

Em Cristo, O Salvador, o Messias prometido no Antigo Testamento

Nascido de uma virgem, exerceu seu ministério na terra, morreu por causa de nossos pecados, ressuscitou corporalmente dentre os mortos e ascendeu vitoriosamente aos céus de onde agora intercede pelos crentes. (Is 7.14; Rm 8.34 e At 1.9). Cristo é o autor da salvação pela fé. (Rm 10.10; Ef 2.9,10; Tt 3.5; Hb 2.3)

Na Regeneração

É o novo nascimento, onde nosso caráter é transformado à semelhança de Cristo através da do poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus (Jo 3.3-8; 1 Pe 1.22,23).

No arrependimento

Um sentimento de tristeza por ofender a Deus. Uma pessoa arrependida manifesta revolta contra o pecado e ao mesmo tempo um desejo sincero de agradar a Deus. (Is 55.7; Mt 4.17)

No perdão dos pecados

O perdão é recebido gratuitamente pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor. (At 10.43) E assim como Cristo nos perdoa, devemos perdoar nossos ofensores. (Mc 11.25; Ef 4.32)

Na justificação

É um ato da graça de Deus. Além de recebemos o perdão dos pecados, Deus nos declara justos diante dele, como se nunca houvéssemos pecado contra sua santa Lei. (Rm 3.24-28; 8.33 )

Na santificação

Um ato da graça de Deus no qual temos os olhos espirituais abertos a fim de identificar tudo o que não agrada a Deus. Trata-se de um trabalho contínuo do Espírito Santo em nossa vida, (discipulado)principalmente através da leitura e aplicação das Escrituras em nossas vidas a fim de separar-nos do pecado e dedicar-nos a Deus. Pela santificação somos capacitados a viver como fieis testemunhas de seu poder. (Jo 17.15-17; 1Ts 4.7; Hb 12.14; 1 Pe 1.15,16)

No batismo nas água

O batismo bíblico é efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo (Mt 28.19; Rm 6.1-6 e Cl 2.12). Um símbolo de compromisso total com Cristo indicando a morte definitiva para o pecado e o mundo.

No batismo no Espírito Santo

Um revestimento de poder para testemunhar de Cristo (evangelizar) com evidência inicial o ato de falar em línguas estranhas conforme a vontade de Deus (At 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-6).

Nos dons espirituais

Os dons espirituais são distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade (1 Co 12.1-12).

Na Ceia do Senhor

Instituída por Cristo para lembrar sua vitória sobre o pecado e a morte. Este memorial deve ser celebrado até que Ele venha para levar para si os convertidos. (Arrebatamento) (Mt 26.26-29; 1 Co 11.23-26)

No arrebatamento da igreja

Cristo voltará para arrebatar a igreja fiel da terra. Ocorrerá de forma invisível para o mundo. Após o arrebatamento o mundo enfrentará a Tribulação. (1 Ts 4.16.17; 1Co 15.51-54)

Na segunda Vinda de Cristo

A Segunda vinda de Cristo ocorrerá de forma visível para o mundo, Cristo com sua Igreja glorificada, vencerá o anticristo, o falso profeta e julgará as nações que lutaram ou se posicionaram contra Israel durante a Tribulação. Cristo iniciará ao seu reino milenial na terra. (2 Ts 1.6-10; Jd 14,15, Mt 19.28; 24.29-31)

No tribunal de Cristo

Após o arrebatamento, os salvos comparecerão ante o Tribunal de Cristo, nos ares, para serem recompensados por suas obras em favor da causa de Cristo na terra. (Rm 14.10; 2 Co 5.10;1 Ts 2.19; Hb 6.10; Ap 22.12).

Na tribulação

Ocorrerá na terra e durará sete anos, o Anticristo governará nesse período. Os três primeiros anos e meio será de uma paz aparente. Os três últimos anos e meio será de grande sofrimento. (Os capítulos 6 a 9 de Apocalipse referem-se à primeira fase da tribulação e 10 ao 18 à segunda fase — a grande tribulação). (Veja também Is 13.8-13) A igreja não estará na terra nesta época, estará no céu com Cristo. (1 Ts 1.10; 5.9)

No Reino Milenial de Cristo

Serão 1000 anos de completa paz no mundo. Cristo reinará desde Jerusalém juntamente com todos os santos. Satanás estará preso durante este período. (Ap 20.1-6; Is 11; 61)

No Juízo do Grande Trono Branco

Após o milênio Satanás será solto e conseguirá novos adeptos, os quais serão mortos em uma batalha contra Jesus. Logo após esta batalha todos os mortos de todas as épocas ressuscitarão e serão julgados conforme suas obras. O pecado mais sutil foi ter rejeitado a Cristo como Salvador (seus nomes não constam no livro da vida!)  Estes serão julgados e lançados no lago que arde com fogo e enxofre para o tormento eterno. (Ap 20.11-15)