Que farei então de Jesus, chamado Cristo?

Esta foi a pergunta de Pilatos aos judeus por ocasião da condenação de Jesus à morte. Pilatos tinha que decidir sobre o que fazer de Cristo e sabemos que ele optou pela crucificação! Porém um pouco antes de ser condenado o Mestre surpreendeu a Pilatos com esta revelação: “Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem.” (João 19.11) Jesus foi sacrificado como um cordeiro. Exatamente porque nele se concentra todo o significado da páscoa.

De fato, três dias depois da ressurreição de Cristo dentre os mortos. Pedro testificou a respeito disto em Jerusalém: “Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas.” (Atos 2.32) Em Atos 2.36 Pedro enfatiza o senhorio de Cristo: “Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes Deus o fez Senhor e Cristo.”

Cristo está vivo e continua operando maravilhas através de sua igreja. Novamente Pedro testemunha diante das autoridades de Israel sobre a cura de um paralítico: “Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós.” (Atos 4.10) João também testificou: “E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo.”

É claro que a operação de milagres é importante, mas a nossa maior necessidade diz respeito à salvação. Em certa ocasião Jesus curou dez leprosos de uma vez, mas somente um recebeu a salvação. Em Lucas 17.17-19 Jesus pergunta: “Não foram dez os limpos? E onde estão os nove? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro? E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou.”

Após a sua ressurreição, Cristo tratou com seus discípulos sobre necessidade da proclamação da verdade para salvar o mundo. Em Marcos 16.19 lemos: Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém.”

Que faremos de Jesus

Jesus se apresenta para todos como Salvador. O que faremos com Ele?

Em pleno século 21 temos o mesmo desafio de Pilatos: O que faremos com a mensagem de Jesus, chamado Cristo? Esta pergunta vem ecoando ao longo dos séculos. A mensagem de Cristo segue sendo pregada na TV, no rádio, nos jornais, na internet, através de panfletos e de boca a boca pelo mundo afora. Uns aceitam, zombam e outros permanecem indiferentes, mas ordem de Cristo permanece: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” (Marcos 16.16)

Pilatos desperdiçou sua grande e única oportunidade de salvação. Hoje da mesma forma contemplamos as obras do Cristo ressuscitado. Desde a sua ressurreição tem-se visto muitas vidas transformadas através de pregação de sua Palavra. Você já foi impactado pela mensagem do Rei? Como tem reagido a ela?

Pilatos passou para a eternidade sem reconhecer o senhorio de Cristo. Hoje estamos diante da mesma situação, a diferença é que podemos fazer uma escolha bem diferente da de Pilatos e Deus nos mostra esta grande necessidade: “Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos.” (Romanos 14.9)

Textos relacionados:
Confessar a Cristo – o que significa isto?

2 respostas
  1. António Jesus Batalha
    António Jesus Batalha says:

    Olá meus queridos irmãos, Graça e Paz.
    É bom encontrarmos textos que fortalece a nossa fé e nos edifica. Parabéns pelo trabalho maravilhoso que desenvolve aqui é muito edificante. Os dias que vivemos são de tribulação, lutas e resfriamento na fé, e de muitas heresias onde muitos se estão alimentando, de alimento não sólido e contaminado, por isso adoecem espiritualmente, e poucos se importam com isso. Sejam os meus amigos irmãos os vasos de livramento, para mostrar o grande amor de Jesus. Trazendo mensagens edificantes aos nossos corações. Fico feliz quando encontro alguém que escreve com amor e dedicação. Aprendemos uns com os outros crescemos na graça no amor e no conhecimento do nosso Senhor Jesus Cristo. Quero aproveitar a oportunidade para partilhar o meu blog : Peregrino E Servo. Vou ficar muito feliz com sua visita e comentários. Deus te abençoe ricamente.

    Responder
  2. Equipe Semeador
    Equipe Semeador says:

    Caro irmão Antonio. Graça e Paz.
    Obrigado pelo comentário. Creio que tratando-se de um blog com objetivos evangelísticos, precisamos seguir o conselho do apóstolo Paulo quando esteve em Corinto: “E eu irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.” (1 Coríntios 2.1,2) Isto supera todas as prioridades.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *