oracao

DISCIPULADO/Estudo Bíblico 04/14: A Oração – Exercitando a comunhão com Deus

oracao1. O QUE É ORAR

Orar é abrir o coração para Deus, conversando com Ele diariamente em adoração a fim de conhecê-lo.  Em Mateus 6.5-13 Jesus ensinou seus discípulos a orar. Já que oração é um diálogo, não há necessidade de dizer frases decoradas. Podemos diretamente nos dirigir a Deus e agradecê-lo pela nossa salvação, saúde, emprego, amigos, livramentos, etc. Podemos falar com Ele sobre nossas necessidades, problemas e dificuldades. Ele nos ouve e nos responde quando oramos em seu nome e de acordo com sua vontade. Leia Jo 16.23; 1 Jo 5.14 A oração faz parte do plano de Deus para desenvolver a nossa comunhão.

 2. O PRIVILÉGIO DE ORAR

Antes de receber a Cristo como Salvador nossos pecados nos separavam dele. Não tínhamos comunhão com Deus, pois Deus é eternamente separado do pecado, e não ouve a pecadores, os quais não tem o obedecem e não tem uma aliança com Ele. Observe as passagens abaixo:

“O Senhor está longe dos ímpios, mas a oração dos justos escutará.” (Provérbios 15.29)

“Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” (Isaias 59.2)

“Se eu atender à iniqüidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá.” (Salmos 66.18)

“Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.” (Isaias 1.15)

 Quando nos arrependemos e nos convertemos ao Senhor, ele nos ouve. Como salvos, temos livre acesso a Deus por causa do sacrifício de Cristo. Ele não somente perdoou nossos pecados, mas também nos fez novas criaturas para não mais vivermos distante dele. Precisamos zelar por este relacionamento. É o sangue de Jesus que nos garante a vitória. Mesmo se falharmos ele está pronto a nos perdoar. (1 Jo 1.9; Tg 5:14-16) Precisamos apenas ter o propósito em servi-lo. (Js 24.15)

3. SOMOS MAIS FORTES QUANDO PERMANECE-MOS EM ORAÇÃO

Quanto mais tempo passamos com Deus em oração mais aprendemos a ouvir a Sua voz. É nesta comunhão que encontraremos força para vencer as tentações e os desafios da vida. É também o meio para termos a direção certa para nossa vida. Às vezes nos sentiremos, desanimados, tentados e desafiados. Porém Deus está conosco em momento! Confiemos nele. Ele é a nossa rocha firme. Veja o que está escrito em Salmos 18.1-6:

“Eu te amarei, ó Senhor, fortaleza minha. O Senhor é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio. Invocarei o nome do Senhor, que é digno de louvor, e ficarei livre dos meus inimigos. Tristezas de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram. Tristezas do inferno me cingiram, laços de morte me surpreenderam. Na angústia invoquei ao Senhor, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.”

 O Salmo 105.4 não é uma sugestão é um mandamento. Então precisamos orar sempre. Deixar de orar é inclusive um pecado porque estamos desprezando um encontro com Deus. Veja 1 Samuel 12.23.

 4.  EM QUE POSIÇÃO ORAR

Qualquer posição decente é aceita por Deus. O que importa é o nosso propósito e atitude em buscar a sua face. É conveniente uma posição que demonstre submissão e reverência. Leia estas passagens: 2 Cr 20.5,6; At 20.36; Sl 95.6; Lc 22.41,42; Ef 3.14-19; Gn 17.3; Lc 5.12 2Cr 20.18; Mt 14.23

VEJA TRES RAZÕES PARA MANTER-SE EM ORA-ÇÃO

1. Para cultivar o nosso relacionamento com Deus – Lembre-se que o principal objetivo da oração é manter nossa comunhão com Ele submetendo tudo à Sua vontade. A oração foi um dos elementos de nossa conversão. Ela serviu como uma expressão verbal de nossa fé pela qual Cristo veio habitar em nossa vida. Siga valorizando a presença de Deus através da oração. O cristão que ora é forte e identifica tudo que é prejudicial à sua vida espiritual, bem como se torna apto para priorizar o que serve para sua edificação. A oração é o segredo para quem quer viver com propósito e poder. (Dn 6.10; Sl 31.24)

2. Para não cair em tentação – Tentação é vontade de fazer algo errado, é vontade de pecar. Precisamos orar para vencer estes desejos. Principalmente porque estamos vivendo os desafios dos últimos dias, onde o pecado se multiplica assustadoramente. (Tiago 5.8) Orar é um suave mandamento de Jesus. (Leia Mateus 26.41)

 3. Para a salvação de outras pessoas – Podemos orar para que Jesus salve nossos familiares, vizinhos, amigos, colegas da escola e do trabalho, etc. Esse tipo de oração se chama intercessão. (Cl 2.1,2) Além de nossos familiares e amigos, devemos interceder pelas autoridades de nosso país, (1Tm 2.1,2) e inclusive por aqueles que nos perseguem. (Mt 5.44; At 12.5)

6. QUANDO ORAR?

Ao levantar-se – Inicie o dia conversando com o Senhor agradecendo-lhe pela noite que passou. (Salmos 5.3) Peça sabedoria para, durante o dia, agir corretamente de acordo com a Palavra de Deus. Peça também ousadia para compartilhar o evangelho de Cristo. (Tiago 1.5; 1 Pe 2.12)

Ao deitar-se – Agradeça pelo dia, pelos livramentos, pela proteção contra os assaltos, batidas de veículos, atropelamentos, saúde, em fim por todos os benefícios. (Sl 103.2) Em Efésios 5.20 lemos assim: “Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.” Não há hora específica para orar, podemos inclusive buscar ao Senhor em qualquer momento inclusive de madrugada. (Provérbios 8.17)

 Sempre (1 Ts 5.17) Como crentes, devemos pensar nas coisas que são de cima! (Cl 3.2; Sl 19.14) Ao deitar-se, ao levantar-se, ao viajar, quando chegar de viagem, fazer um empreendimento, etc. Deus nos ouve 24 horas por dia! Oremos sempre.

 7. ONDE ORAR

Em casa – Reúna a família para um culto. Separe um momento especial para adorara Deus. Escolha o melhor horário. Sua a família será muito abençoada e você prosperará em tudo! (Js 24.15)

 No prédio onde os crentes se reúnem para orar – Há vários tipos de reuniões: Consagração, Vigília, Reuniões de Oração, etc. Nestas reuniões acontecem o batismo no Espírito Santo, cura divina, libertação e solução de muitos problemas. (At 3.1)

Em particular – É estar sozinho com Deus em oração, adorando-o por tudo que Ele é, pelo que está fazendo e vai fazer. Podemos falar livremente com o Senhor sobre nossos sentimentos e anseios e temos promessas em sua Palavra de que Ele nos ouve. (1 Pe 5.7; Sl 51.17; 10.17; 34.17,18; Dn 10.12)

“Para vencer o pecado, deixe a velha natureza passar fome e alimente a nova natureza.”     

Veja abaixo a série de Estudos Discipulado: